A SANGUESSUGA E SUAS FILHAS: DÁ, DÁ
Escrito por secretaria   
Seg, 13 de Junho de 2011 11:55

Uma sanguessuga é um animal hematófago, isto é, que se alimenta do sangue de suas vítimas, depois de aderir ao corpo do ser vivo de que se alimenta, podendo ingerir uma quantidade de sangue 10 vezes superior ao seu próprio volume. Existem mais de 300 espécies, podendo ser encontradas em todo o mundo e algumas vivem na lama...
“A sanguessuga tem duas filhas, a saber: Dá, Dá. Há três coisas que nunca se fartam, sim, quatro que não dizem: Basta! Elas são a sepultura, a madre estéril, a terra, que se não farta de água, e o fogo, que nunca diz: Basta!” – Provérbios 30.15-16.
Não sem propósito a sanguessuga está neste par de versículos. A maldade do coração do homem caído é insaciável, pois, como declara Gênesis 6.5 e 11: “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração. A terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência”.
Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, na parábola da figueira (Mateus 24.37ss), adverte: “Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem”.
A impunidade e a frouxidão dos princípios reguladores da sociedade humana degradam o homem criado à imagem, à semelhança de Deus para glorificar a Deus, ou seja, para refletir o caráter de Deus. Mas o que se vê? A Bíblia responde: “Eis o que tão-somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias” – Eclesiastes 7.29.
Na Queda, o homem tornou-se rebelde contra Deus (rejeita deliberadamente o governo de Deus, o propósito de Deus), reverso (pensa pensamentos contrários aos pensamentos de Deus) e inverso (o homem, e não Deus, é o referencial do homem).
O resultado dessa desordem humana não poderia ser outro: a síndrome de sanguessuga, a insaciável sede por maldade. Mas a palavra de Deus – inerrante, infalível, autoritativa, normativa e suficiente Palavra – informa: “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça [...] porquanto tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato [...] Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração” – Romanos 1.18, 21, 24. “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos”, disse o Senhor Jesus Cristo (Mt 5.6).
“A sanguessuga tem duas filhas, a saber: Dá, Dá”. Gente que só sabe pedir. Gente insaciável, gente injusta, gente do mal. Mas com o Senhor, jamais haverá impunidade.
“Agora, pois, seja o temor do Senhor convosco; tomai cuidado e fazei-o, porque não há no Senhor, nosso Deus, injustiça, nem parcialidade, nem aceita ele suborno” – 2 Crônicas 19.7.
Consagremos nossas vidas ao Senhor! Oremos por nossa igreja e por nossa pátria!
Com carinho pastoral,
Rev. Claudio Aragão da Guia
 

Julho 2014
D Se T Q Q Se S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2